14/09/2014

Resenha do livro "De Volta Aos Sonhos"

Sei que não havia avisado para vocês que tinha comprado o último livro da Bruna Vieira, "De Volta Aos Sonhos", mas deixei para avisar somente quando fizesse a resenha do livro, então espero que me perdoem. Ah, e que gostem da resenha.

Comprei o livro no dia em que assisti ao filme "Se Eu ficar" (post aqui) com a minha amiga, logo após a sessão. Eu já tinha o visto em uma livraria à tarde, mas decidi deixar para comprar quando fosse ao shopping mesmo. Fiquei naquela dúvida se comprava ou não, mas acredito que eu não conseguiria dormir se não o fizesse, hehehe (sou dessas). 
PS: tentarei não dar spoilers.


"De Volta Aos Sonhos" é o segundo livro da trilogia "Meu Primeiro Blog" escrito por Bruna Vieira e publicado pela editora Gutenberg. O livro continua contando a história de Anita, uma garota de 30 anos que reencontra seu blog feito aos 15 e vê uma oportunidade para mudar acontecimentos do passado. E como tudo tem uma consequência, várias coisas que ela não queria que mudassem acabam se transformando e, nesse segundo livro, Anita passeia por Paris com seu novo amor, Henrique, tirando fotos por onde passa, graças a seu amigo Joel que a ajudou com esse trabalho. Mas com o sucesso repentino de Henrique, Anita vê sua vida ter mais uma mudança repentina e não sabe o que fazer. Entre idas e vindas a seu passado e presente, Anita fica dividida entre Henrique, o garoto que parece sempre impossível para ela, Joel, seu vizinho e amigo que mostra querer muito mais com ela, e sua paixão que é fotografar. O que será que Anita escolherá?


Com uma frase já convidativa na orelha da capa, o livro me fez ficar grudada nele durante a tarde inteira. Comecei a lê-lo durante a madrugada de hoje e não larguei até terminar. Fiquei tão animada e sem chão depois que ele terminou, que eu não sabia mais o que fazer da minha vida, sem brincadeira. É isso que acho tão incrível nos livros, vocês não?


Descobri que minha maior paixão é escrever e, quando li a frase acima ("Escrever é doar ao mundo aquilo que existe dentro do seu mundo."), eu sabia que esse livro entraria para os meus favoritos.

Tudo bem, admito que no começo (primeiro capítulo, para falar a verdade) eu estava achando uma história meio parada, mas depois não conseguia mais parar de ler.


Como se não bastasse tanta perfeição, todas as frases de início de capítulo me fez pensar muito. Como por exemplo as da foto acima e abaixo. Certeza que "Todo mundo adora falar sobre as coisas que a gente conquistou, mas só nós mesmos sabemos do que fomos obrigados a abrir mão para conseguir" define a minha vida no momento. Tão bom se identificar com uma frase de um livro <3.


Já a frase "No começo, todo cupido é meio destreinado ou distraído. Aponta pra cá, escorrega, vira uma cambalhota no ar, atira pra lá e, no final, sem querer, acerta três ou mais pessoas ao mesmo tempo" define minha vida amorosa (ó eu desabafando aqui) e, com toda a certeza, define a história do livro.


Além das frases no início dos capítulos, foram várias no decorrer da história que me fizeram parar para pensar. Várias delas estão presentes, de uma forma diferente, nos meus textos que escrevo e também nos que publico aqui. "Eu sei que amar é bom, mas realizar sonhos e conhecer lugares novos pode ser ainda melhor. Eu estava apaixonada. Apaixonada por viajar pelo mundo." Preciso dizer mais alguma coisa? Essa frase é minha vida também. Deu vontade de tatuar, admito.


Acharam que a perfeição já tinha acabado? Na-na-ni-na-não. Bruna Vieira escreveu uma música em inglês para um dos personagens do livro e, como eu já tinha escutado a música no YouTube (tem o clipe aqui), li no ritmo dela. Ai, quanto amor!


Seguindo o mesmo formato do primeiro livro em muitas características, com a capa e a contracapa não seria diferente. Na capa, é retratada a cidade de Paris, com a personagem Anita sentada e tirando foto com sua máquina fotográfica. Confesso que senti muita saudade de quando estive na cidade, e só cresceu quando Anita descrevia Paris com tanta perfeição. Parecia que eu estava lá.

Já na contracapa, é retratado Nova Iorque, o que já é meio que um spiler, mas eu não teria como deixar esse detalhe de lado. Um dos meus sonhos é conhecer a cidade e espero que algum dia eu consiga realizá-lo.

Com suas 205 páginas, as quais eu li todas hoje, Anita com todos os seus problemas e paixões me mostrou que eu sou capaz de seguir meus sonhos e conhecer alguém muito legal para viver comigo. Tenho tantos sonhos que, depois de terminar esse livro, só tive mais vontade ainda de sair em busca deles. Além disso, achei a personagem bem parecida com a autora em alguns aspectos, o que acho que foi proposital.

Enfim, Bruna Vieira em seu quarto livro conseguiu me deixar sem chão. Mas, além disso, me arrancou sorrisos e pensamentos ótimos, fazendo com que meus problemas desaparecessem e me fizesse ter várias respostas para eles com apenas um pouco mais de 200 páginas de leitura.

Para quem ficou interessado, tem aqui no blog resenha de todos os livros dela: "Depois Dos Quinze", "De Volta Aos Quinze" e "A Menina Que Colecionava Borboletas". Espero que tenham gostado da resenha. Beijos e até a próxima. E, ah, espero encontrar a Bruna por Florianópolis em algum momento da minha vida, hehe <3.

Nenhum comentário:

Postar um comentário