17/07/2014

Resenha do livro: "Peter Pan"

Eu já havia dito em um post anterior que estava lendo "Peter Pan" e em breve teria resenha aqui, lembram? Pois é, demorei um pouco mas aqui está. Só lembrando que comprei para mim de aniversário, mas só tive tempo para lê-lo nessas férias mesmo.


Quando ouvimos alguém falar em Peter Pan, sempre pensamos naquele famoso filme de 2003, com o ator Jeremy Sumpter e a famosa fada Sininho. Mas quando comecei a ler o livro, percebi que há muito mais detalhes e cenas diferentes que não estão presentes no filme, apesar de dizerem que foi super fiel ao livro. Como todos já devem estar cansados de saber, Peter Pan é uma criança que não quer crescer. Ele mora na Terra do Nunca juntamente com as fadas e com crianças que caíram de seus carrinhos em um momento de descuido da babá. Certa noite, quando Wendy e seus dois irmãos estão dormindo sozinhos no quarto, Peter Pan aparece e os chama para ir à Terra do Nunca. Quando o sr. e a sra. Darling, pais das três crianças, aparecem, já é tarde demais. E é aí que a aventura começa. 


O livro, escrito por J. M. Barrie no início do século passado, teve como título original "Peter e Wendy", escrito logo depois de sua peça com o personagem Peter Pan ter feito sucesso. Depois, foi renomeado para "Peter Pan", o que permanece até hoje.


A edição que comprei da editora Zahar, além de ser em capa dura e de bolso, apresenta um sumário com todos os capítulos do livro e, logo após, uma apresentação ao leitor brasileiro - em que há uma versão reduzida de apresentação de Flávia Lins e Silva -, em que nos são apresentadas algumas curiosidades da vida do autor e de como o livro foi publicado, até como os brasileiros o conheceram.


Ah, e ainda vem com o frontispício da edição original de "Peter Pan", ou seja, uma gravura referente à obra que vinha antes da página de rosto.


Coloquei essa foto para mostrar a vocês a frase que mais me fez lembrar do filme: "Você acredita em fadas?". Apesar de ter várias partes diferentes, não consegui imaginar personagens diferentes dos que estão presentes no filme. Imagino que isso só pode ter acontecido porque já assisti a ele mais de cinco vezes, hehehe.


Apesar de ter começado o livro antes da segunda-feira passada, admito que fiquei enrolando um pouco para lê-lo, já que (pelo menos para mim) a história me trouxe muita calma, e isso resultava em sono, rsrs. Mas garanto que dá para ler em três dias, em média.

Espero que tenham gostado da resenha. Sei que fiz uma lista gigante para livros que leria nessas férias e só li um até agora, então tentarei dar uma adiantada nos próximos dias para depois conseguir estudar antes da volta às aulas. Agora só resta decidir qual dos livros eu vou ler.
0

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Copyright 2015 - Esteves Where - Todos os direitos reservados.