08/07/2014

Resenha do livro: "Eleanor & Park"

Como já tinha dito há alguns posts, ganhei o livro "Eleanor & Park" de aniversário (final de abril) e terminei de ler já nos primeiros dias de maio. Como estou em ano de terceirão, ou não escrevia a resenha por não ter tempo ou por preguiça mesmo de ligar o notebook, rsrs.

Enfim, espero que gostem da resenha. Bastante gente ficou esperando por ela, então aqui está.


O livro, com suas 325 páginas, nos conta a história de Park - um garoto descendente de coreanos e apaixonado por música e histórias em quadrinhos - e Eleanor - uma garota ruiva, "grandona", que veste sempre roupas masculinas e que não combinam entre si, e que tem uma família super problemática -,  que têm suas vidas cruzadas a partir do momento em que Eleanor entra no ônibus que a levará ao seu novo colégio e se senta ao lado de Park, o único lugar vago. No começo, ele não aceita o fato de a garota mais estranha do colégio estar se sentando ao lado dele todos os dias, mas com o tempo os dois criam uma amizade que nenhum bullying poderá dar fim. E quem sabe essa amizade não se torne em algo mais sério?


A história se passa nos anos 80, então várias músicas, bandas e filmes da época são mostrados a nós durante o livro. É bom ficar com um caderno do lado para anotar os nomes das músicas para escutar depois (coisa que eu não fiz e me arrependo até hoje).


O livro é separado em capítulos, sim, mas além disso é separado em partes em que o narrador conta acontecimentos com a Eleanor e outras com Park. Ou seja, o narrador não é nenhum dos dois personagens, mas sabemos exatamente o que acontece na mente e vida de cada um deles. 

Como sempre, tiro fotos das minhas partes favoritas dos livros, e na foto anterior há a minha frase favorita do livro: "Era como uma obra de arte, e arte não deve ter boa aparência, mas sim fazer a gente sentir alguma coisa".


Também tirei essa foto para mostrar a minha parte favorita, em que os dois estão tão apaixonados um pelo outro que Park decide pedir de aniversário somente pilhas AA (não considero isso um spoiler, já que vocês terão que ler para entender o motivo disso).


Não poderia deixar de fora também a foto que tirei da orelha do livro, que descreve muito bem o que podemos esperar do livro. Algumas pessoas acharam clichê, mas quase todo mundo que leu se apaixonou pelo livro e não conseguiram largar dele até terminar.


Enfim, como li há muito tempo, não consigo lembrar de todos os detalhes da história, mas sei que chorei nas últimas 30 páginas, fiquei com os olhos brilhando com o final e chorei mais ainda depois de fechar o livro, porque me apeguei tanto aos personagens que não queria que a história tivesse um final. Ai, vida cruel.

Espero que tenham gostado da resenha. E vocês, já leram o livro? Querem ler? Comentem! Beijos e até a próxima.

2 comentários:

  1. Eu adoro o seu blog, entro todos os dias. Faça mais posts porfavor, estou ansiosa *----*
    Xoxo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom saber, fico muito feliz! Aguardo mais comentários seus por aqui. Beijos!

      Excluir