01/09/2014

Sábado de McDia Feliz

Há dias estava planejando minha ida ao McDonald's no sábado, dia 30 de agosto, para ajudar as crianças e adolescentes com câncer. Como tive simulado do Enem no mesmo dia a tarde, combinei com a minha mãe de irmos depois da minha prova ao shopping.


Como em todos os anos, o McDonald's reserva um dia do mês de agosto para o McDia Feliz, evento em que todo o dinheiro arrecadado pela venda de sanduíches Big Mac no Brasil, retirando-se apenas alguns impostos, são revertidos para instituições de apoio e combate ao câncer infantojuvenil do país. Ano passado, com a maior arrecadação (foram 1,7 milhões de sanduíches Big Mac vendidos, totalizando R$20,4 milhões), não nos resta dúvida de que é o evento que mais conscientiza a maioria da população sobre a doença que mais mata crianças de 5 a 19 anos.

E já que eu posso ajudar, mesmo que seja pouco, compro todos os anos um Big Mac para apoiar o Instituto Ronald McDonald nessa causa tão bonita. É pouco, sim, mas sei que fará diferença de algum jeito.


Logo que peguei meu sanduíche e o da minha mãe, vi algumas mulheres sentadas a uma mesa com alguns bonequinhos em cima. Imaginei que fosse parte da arrecadação também, então depois que comi fui dar uma olhada com a minha mãe. 

Como o dinheiro do McDia Feliz é repassado para os hospitais infantis e mais algumas instituições, o Hospital Infantil Joana de Gusmão, localizado aqui em Florianópolis, também recebe parte dessa arrecadação.

A respeito do bonequinho que tinha visto na mesa, ele custava R$10 e quem estava o vendendo eram os integrantes da AVOS (Associação de Voluntários de Saúde do Hospital Infantil Joana de Gusmão), ou seja, o dinheiro também ajudaria com as despesas do hospital para a cura da doença nas crianças. Foi tão bom saber que eu pude ajudar com mais um pouco.


O bonequinho tem quatro marca-textos (nas cores azul, verde, rosa e amarelo) e uma escovinha para limpar o teclado do notebook, o que achei super útil. Vai dizer, uni o útil ao agradável. E põe agradável nisso.


Achei o evento tão lindo que me obriguei a tirar essa foto maravilhosa. Com tantas família reunidas, ajudando ao próximo, senti que ainda existe esperança de um mundo melhor. Além disso, foi tão bom poder ajudar de alguma forma, que todo o cansaço que tive com o simulado naquela tarde simplesmente desapareceu.

Com alguns shows programados para aquele dia, assistimos a Marjory Porto, candidata do Ídolos em 2011 e deficiente visual, que cantou desde Ivete Sangalo até Adele. Enquanto isso, uma garotinha linda com câncer dançava na frente dela. Não fazia parte do show, mas deixou todo mundo emocionado. Ah, essas crianças que me deixam com um sorriso bobo no rosto...

Bom, além disso, postei a foto acima com um texto no Instagram tentando demonstrar em palavras o que senti no dia, assim: "Transformei meu Big Mac em sorrisos, mas já paguei o lanche sorrindo, doei moedas sorrindo e comprei um marca texto bonitinho que teria o dinheiro revertido para crianças com câncer sorrindo. Como se não bastasse, sorri ao ver uma garotinha com câncer dançando enquanto uma mulher cantava uma música da Adele. Aquela lágrima que queria descer, transformou-se em sorriso. Foi tão bom me sentir feliz por dentro e saber que eu fiz o bem de algum jeito. É tão bom ajudar... ❤️ #mcdiafeliz".

Espero que vocês também façam a parte de vocês ajudando, nem que seja com o mais pequeno gesto, as pessoas ao seu redor. Melhor do que fazer um bem ao nosso coração, é saber que podemos ajudar muita gente ao redor desse mundo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário