05/09/2014

Resenha do livro "Se Eu Ficar"

Bom, eu já havia dito em um post anterior que eu estava lendo o livro "Se Eu Ficar" e que postaria a resenha em breve. Acontece que prometi no meu Instagram, há dois dias, que postaria a resenha ontem, antes de assistir no cinema. Como não consegui (e peço mil desculpas mais uma vez), espero não alterar o que achei do livro com o que vi no filme. Em breve, post sobre o filme também.


"Se Eu Ficar" - da autora Gayle Forman, da editora Novo Conceito e com 224 páginas - é narrado por Mia, uma garota de 17 anos que toca violoncelo e ama música clássica, muito diferente de seus pais, que são apaixonados pelo rock e passaram o mesmo sentimento ao filho mais novo, Teddy, e de seu namorado, Adam, um garoto que se apaixonou por Mia ao vê-la tocar o instrumento. Um dia, Mia, Teddy e os pais estão tomando café na cozinha quando escutam na rádio a notícia de que as aulas foram canceladas por causa da neve. Então, o pai dela decide que eles irão visitar seus amigos, Henry e Willow, e seus pais. Porém, num piscar de olhos e ao som de Beethoven, tudo muda. Quando Mia se levanta, do lado de fora do carro, percebe que há algo estranho, já que não encontra seus pais, nenhum bombeiro responde suas perguntas e vê seu próprio corpo deitado no chão, e logo em seguida é levado a um hospital. Agora é a vez dela de escolher entre desistir ou ficar. 


Como a história toda acontece em 24 horas, alternando entre acontecimentos atuais e momentos do passado, os capítulos são nomeados com o horário em que cada evento acontece, fora os do passado, os quais não são apresentados em capítulos diferentes, apenas em separações.


Não é surpresa para ninguém que Mia e a família sofrem um acidente logo no início do livro, então não considero isso um spoiler. A cena do acidente é bem chocante, e é impossível não imaginar como algo real.

Ah, e as páginas do livro são decoradas com notas musicais, algo que achei maravilhoso, já que o livro fala muito sobre música, tanto da clássica quando a rock'n'roll. 


E já que a edição foi publicada justamente para uma maior divulgação do filme, há também um trecho exclusivo do segundo volume, "Para Onde Ela Foi", que é narrado pela personagem Adam, e entrevista com os atores Chlöe Grace Moretz e Jamie Blackley, Mia e Adam respectivamente.


Achei as duas entrevistas super interessantes, apesar de conter alguns spoilers sobre o filme, hehe. Mas bom, se bem que a autora avisou. Só sei que fiquei mais ansiosa ainda para assistir ao filme.


Apesar de ter achado a capa muito linda e a decoração das páginas também, encontrei alguns erros gramaticais na edição, então torço para que tenha sido problema de tradução e que eles arrumem logo. Fora isso, é um livro que emociona, apesar de eu não ter chorado, mas ter ficado muito emotiva.

Espero que tenham gostado da resenha. Em breve posto sobre o filme (e já adianto que chorei demais, rs). Beijos e até mais!
0

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Copyright 2015 - Esteves Where - Todos os direitos reservados.