03/08/2014

Resenha dos livros: "Looking For Alaska" e "Quem é Você, Alasca?"

Como já havia dito antes, pretendia ler um dos livros do John Green nessas férias, mas ainda não tinha decidido entre o livro em inglês "Looking For Alaska" e o em português "Quem é Você, Alasca?". Terminei de ler na segunda-feira, mas decidi não fazer a resenha imediatamente porque eu ainda estava em choque e poderia não sair do jeito que eu queria, rsrs. Espero que gostem <3.


O livro é narrado por Miles Halter, um adolescente de 16 anos que lê biografias de escritores, mas nunca o livro deles, para saber as últimas palavras de cada um antes da morte. Um dos escritores, François Rebelais, disse antes de morrer "Saio em  busca de um Grande Talvez", e por isso Miles resolve sair de casa para ir a um colégio interno em busca do "Grande Talvez", antes que seja tarde demais. Miles dá adeus a sua vidinha sem graça e conhece Chip Martin, mais conhecido como Coronel, mas sua vida muda completamente quando conhece Alaska Young. O problema é que ela esconde segredos que Miles demorará para descobrir.


O livro é separado entre "antes" e "depois", tanto no livro em inglês quanto no português. Só não posso contar o que faz acontecer essa separação, porque só lendo é que vocês irão descobrir, já que seria um spoiler e tanto. Enfim, posso dizer que logo que comecei a segunda parte, não consegui mais parar de ler.


Comecei lendo o livro em inglês, "Looking For Alaska", já que minha amiga tinha dito que a leitura era fácil e porque eu já tinha lido boa parte do "The Fault In Our Stars" e sabia que ler o livro original do John Green não seria difícil. Li até a página 44, antes de chegar no 109º dia antes, e então continuei com o livro em português, "Quem é Você, Alasca?", e li até o final. Pretendo continuar com o em inglês nas férias de verão.


Os dois livros não são separados por capítulos, como a maioria dos livros que conhecemos, mas por dias que antecedem o acontecimento e pelos seguintes. As duas edições são bem parecidas internamente. "Quem é Você, Alasca?" tem 226 páginas e  "Looking For Alaska" tem 221, só que ambos tem ainda um encerramento do John Green falando sobre últimas palavras e o em inglês tem um extra com perguntas e respostas sobre o livro ao autor e algumas páginas de "The Fault In Our Stars".

O livro em inglês é da editora Speak e o em português da editora WMF Martins Fontes. O livro original foi publicado em 2005, e chegou ao Brasil em 2010.


Admito que me arrependi de ter demorado tanto para ler esse livro, porque a história é MUITO boa. Certeza que foi um dos melhores livros que li esse ano. Acho que agora vai ser difícil escolher o meu preferido, rsrs. O final do livro foi o mais impactante dos livros de John Green, e logo que a parte "depois" começou, eu não conseguia parar de chorar. Quem estiver morrendo de curiosidade e quiser spoiler, eu conto só pessoalmente, haha, não quero estragar a surpresa.

Enfim, gostei mais da edição em inglês, já que algumas palavras traduzidas não tiveram o mesmo efeito das em inglês, como por exemplo o apelido de Miles dado pelo Coronel, "Pudge", que em português foi traduzido como "Gordo", e "coffee table" que foi traduzida como "mesa de centro". Na verdade poucas coisas ficaram diferentes, acho que foi só coisa da minha cabeça mesmo, haha.

Espero que tenham gostado da resenha. Aguardo mais comentários de vocês. Beijos!

Nenhum comentário:

Postar um comentário