22/07/2014

Profissão cupido


Impossível ver casais tão felizes por aí e não sorrir daquele meu jeito que deixa minhas bochechas infladas. Diferente das pessoas que querem ver os casais infelizes e do outro lado do mundo, gosto de tê-los por perto e ver o quanto se amam.
Melhor ainda quando eu sou o cupido da relação (risadas tímidas nessa parte do texto); é como um prêmio com vários brilhantes cravejados, que ninguém conseguirá tirar de mim. Estar presente desde as primeiras investidas, primeiras dúvidas e primeiros medos, até o enfim pedido de namoro e primeira comemoração do casal é, sem dúvidas, algo que somente quem já foi cupido de uma relação sabe.
Porque muito melhor do que ver os casais sendo felizes andando pela rua, é saber que teve um pouco do seu incentivo, aquele empurrão necessário, na relação de duas pessoas que não andava para frente. 
E nenhum dinheiro no mundo poderia me pagar tamanha felicidade que sinto em ver esses dois sorrisos iluminando a vida um do outro. 
Agora deu vontade de sair pelas ruas. Quem sabe a minha profissão não seja a de ser cupido, e eu ainda estou sentada aqui? Pelo menos já sei que sorrisos são garantidos pelo resto da minha vida.

Vanessa Esteves

Nenhum comentário:

Postar um comentário