10/01/2016

Eu quero dar adeus ao casulo

(WeHeartIt)

Talvez eu tenha sentimentos que não cabem no peito. Não sei se é por causa da minha vênus em touro ou por eu muitas vezes não pensar nas consequências que isso traz.
Já li livros e textos, fiz até testes em revistas, para parar de me iludir e de me apegar tão rápido às pessoas. Não é horrível quando você conversa todos os dias com alguém e, simplesmente do nada, ele para de falar com você? Parece que o interesse sumiu num piscar de olhos e você ficou ali, aguardando um sinal qualquer de que estava tudo acabado mesmo. Que não teria mais nenhum "oi" para iniciar a conversa diária e mais nenhum desabafo na madrugada.
Eu poderia correr atrás, não é mesmo? Mas parece que algo me trava, algo me diz para não arriscar, para não demonstrar os sentimentos e muito menos deixar as pessoas à minha volta perceberem quem eu realmente sou. Poxa, é difícil entender que eu definitivamente não consigo controlar aquilo que sinto? Já fui tão decepcionada que às vezes me fecho em um casulo e não consigo deixar ninguém novo entrar no meu coração. Pelo simples medo de sentir algo a mais, mesmo eu tendo uma vontade inexplicável de me apaixonar de novo.
Eu só quero ser uma borboleta e me livrar disso. Mostrar as minhas cores, a minha metamorfose para o mundo e poder dizer as três palavras que tanta gente por aí sonha em ouvir. Eu quero dar adeus ao casulo. Eu quero demonstrar meus sentimentos. Eu quero sentir e continuar sem pensar tanto nas consequências. Porém, acima de tudo, eu quero amar e não ter medo de me apaixonar por alguém que ainda não deixou seu coração aberto para mim.

Vanessa Esteves

[Escrito às 04:04 do dia 10 de janeiro de 2016.]
2

2 comentários:

  1. Texto sensacional! Também sou assim. Acredito que seja um mecanismo de defesa nosso, evitar que os outros saibam quem realmente somos ou evitar - seja por algum trauma ou apenas medo - de nos expressar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada! Fico muito feliz que tenha gostado. Exatamente! Acredito que já tivemos tantas decepções, que acabamos nos escondendo de sentimentos verdadeiros pelo simples fato de não querermos nos machucar de novo, sabe? É triste, mas um dia a gente consegue ultrapassar essa barreira.

      Excluir

Copyright 2015 - Esteves Where - Todos os direitos reservados.