29/12/2013

Vontade de voar


Ouço o barulho dos galhos das árvores baterem nas janelas. É estranho não estar em casa. Toda aquela comodidade, todos os meus livros favoritos na estante, meus CDs organizados, minha insônia de madrugada, tudo foi embora. Meu quarto pintado de azul e todas aquelas estrelas imaginárias coladas no teto me fazem lembrar o quanto o mundo é grande. E aquelas fotos da Lua nas paredes me fazem perceber o quanto eu não conheço dele. Queria ser um pássaro e voar para bem longe. Ser livre para fazer o que quiser e amar quem tivesse capacidade de ser amado.
Sonho com o dia em que raios e trovões não me farão sentir medo, e que caminhar sozinha pela casa a noite não faça meu coração bater mais forte. Porque quero que ele se agite com coisas boas, como um beijo inesperado de quem a gente gosta, uma nota altíssima numa prova, ou ainda um presente que esperamos o ano inteiro para ganhar. Quero viver com os olhos brilhando, coração batendo forte, sorriso no rosto, e palavras lindas que poderão sair de minha boca. Porque meu coração estará acompanhando o ritmo dos galhos das árvores.

Vanessa Esteves

Nenhum comentário:

Postar um comentário