24/09/2015

Amarelo no encanto

(WeHeartIt)

Eu queria que ela me olhasse. Mesmo que estivesse chovendo sem parar. Será que o primeiro amor deve ser assim? Causar de imediato uma explosão de borboletas no estômago e variados pensamentos sempre sobre a mesma pessoa? Se ao menos eu soubesse o que ela sente por mim, desde aquele dia em que a vi entrar no meu colégio e escolher logo a cadeira à minha frente para se sentar, e quais seus sonhos noturnos… Tudo seria um pouco mais fácil.
Já quis pegar sua mão e levá-la ao parque comigo, mas até imagino quantas perguntas ela me faria, estragando, assim, o nosso momento mágico. Os meus carrinhos não têm mais graça, sendo que eu os trocaria por risadas sem fim ao lado de minha amada.
Amá-la é como machucar o joelho e receber um beijo de minha mãe no ferimento. Pois eu queria que ela fosse este meu ponto de derrota e meu maior suporte. Mas ao mesmo tempo em que ela faz meus joelhos fraquejarem, cria dentro de mim uma luz de esperança. Porém, ao mesmo passo em que a desejo, possuo um medo de que ela possa me destruir por dentro. É isso que o primeiro olhar, primeiro suspiro e primeiro amor por alguém causam naquele que deixa seu passado de lado para afundar numa piscina cheia de corações?
Tenho tantas dúvidas, entretanto tantas certezas quando meu olhar encontra o daquela menina que me fez desistir dos brinquedos. Eu fiz a escolha certa? Será que ela me escolherá? Quando terei todas as respostas possíveis? Tento me entreter com o desenho animado que passa na televisão, todavia o sorriso dela me hipnotiza.
Agora passo horas na janela do meu quarto esperando-a passar pelo meu bairro por acidente. Hoje, durante a aula de Artes, enquanto fazíamos algumas pinturas, ela encostou o dedo sujo de tinta no meu nariz. Continuo com a cor amarela no local em que meu amor pintou. Ai, meu coração, por que você dói tanto? Será que amarelo é a cor do meu encanto por ela?

Vanessa Esteves

[Escrito às 13:45 do dia 24 de setembro de 2015.]

Nenhum comentário:

Postar um comentário