29/03/2015

Corações vazios

(WeHeartIt)

Copos cheios, corações vazios. A constante procura por alguém para completar algo temporariamente. Eles não têm a certeza de nada, mas insistem em demonstrar pela dança que está tudo bem. Porém percebemos, pela loucura de alguns, como eles só querem se livrar de algo pesado, algo que pode ser esquecido por uma noite.
A bebida já entrou no corpo, as palavras começaram a sair da boca, o desconhecido se tornou amigo e os beijos não transmitem mais sentimento. Não importa mais a qualidade, e sim a quantidade. Eles não se interessam mais por palavras, mas sim pelo toque, corpo a corpo e boca na nuca. Eles não querem mais saber quais são seus sonhos, medos, gostos e pensamentos, apenas seu nome, idade e telefone.
O relógio se torna o maior inimigo, pois ganha aquele que souber aproveitar melhor o tempo limite. Tudo se torna instantâneo, sem emoção, descartável e sem futuro. Não há chances para aqueles que acreditam em algo promissor, já que estes serão magoados durante a noite. Espertos são os que não se apegam e não dão espaço à emoção. Entretanto, sabemos quem não se arrependerá no dia seguinte.
Em tempos de festas, aquele que sente é ridicularizado. Sendo assim, o copo continua vazio como o coração. Todos estão no mesmo quadrado, todavia poucos deles percebem quanto querem sentir algo. A mente se embaralha, os pensamentos já não acompanham mais e a carência atinge bem forte no estômago. Começa então o momento de arrependimento, no qual quase todos percebem que número é algo sem importância. Porque feliz mesmo é aquele que não termina com o coração vazio.

Vanessa Esteves

[Escrito às 03:03 do dia 22 de março de 2015.]
0

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Copyright 2015 - Esteves Where - Todos os direitos reservados.