16/02/2015

Resenha do livro "Segundo - Eu me chamo Antônio"

Assim como mostrei no meu último vídeo de Book Haul, eu comprei o segundo livro do projeto "Eu Me Chamo Antônio". Li em menos de uma hora, no domingo passado, e só não postei a resenha antes pois ainda não tinha tirado as fotos. Só que me empolguei tanto hoje que coloquei várias fotos do livro, hehe. Ah, e se vocês quiserem ler a resenha do primeiro livro, é só clicar ~aqui~.


"Segundo - Eu me chamo Antônio" - do autor Pedro Gabriel, publicado pela Editora Intrínseca e com 192 páginas - reúne, assim como o livro anterior, guardanapos com textos e desenhos do personagem Antônio. Enquanto o romance do personagem ainda não é escrito, podemos descobrir um pouco mais sobre ele através dos sentimentos que são passados para os guardanapos de papel que Antônio completa nos bares em que frequenta.


O livro também apresenta mais rabiscos, mais sentimentos sendo demonstrados pela palavra e transmitidos pela caneta.


Só que, diferente do primeiro livro, em que só nos são apresentados os guardanapos de Antônio, nesse há também fragmentos de textos e ilustrações fora dos famosos guardanapos.


É impossível não se identificar em várias páginas do livro, seja por causa de um romance que não deu certo, de um relacionamento que só trouxe aprendizados e de amores que queríamos que fossem eternos.


Sempre com o amor como ponto principal, Antônio nos mostra que é gente como a gente, que sente o que sentimos e que ama tão intensamente quanto todos nós. Além disso, as imagens por trás dos guardanapos sempre combinam com a mensagem que ele quer trazer.


Nas últimas páginas do livro, nos deparamos com um segredo de Antônio: uma história de uma paixão dele. Com poesia, humor e melancolia, o texto nos faz entrar ainda mais nesse mundo cheio de amor do personagem.


Com fotos de Laura Escorel e Livia de Almeida em algumas páginas do livro, "Segundo - Eu me acho Antônio" torna-se ainda mais encantador.


Como alguns guardanapos são escritos com pouca sobriedade de Antônio, Pedro Gabriel disponibilizou um sumário ao final do livro para que pudéssemos ter uma "tradução simultânea" daquilo que não conseguíssemos ler. Fiquei feliz que, pelo menos nesse livro, eu não precisei da ajuda do sumário.


Bom, todos vocês sabem o quanto amei "Eu me chamo Antônio", e não seria diferente com o segundo livro do autor. O que mais gostei neste foi que os sentimentos foram todos despejados, sem o medo de mostrar ao mundo (ou pelo menos a nós, leitores) que o amor é algo imensurável. Recomendo tanto o primeiro quanto o segundo livro a todos!

Espero que tenham gostado da resenha. Beijos e até a próxima <3!
0

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Copyright 2015 - Esteves Where - Todos os direitos reservados.