03/01/2015

Resenha do livro "Não Sou Uma Dessas"

Comprei esse livro na primeira semana de férias de dezembro e só terminei de lê-lo na última semana do ano. E admito para vocês que enrolei bastante para escrever essa resenha, pois não gostei desse livro (quem já assistiu ao vídeo em que mostro os livros lidos em 2014 sabe do que estou falando) e não sabia como começar essa resenha. Mas, mesmo assim, espero que me perdoem, haha.


"Não Sou Uma Dessas", escrito por Lena Dunham e publicado pela Editora Intrínseca aqui no Brasil, é narrado pela autora, que nos conta toda a história de sua vida. Isso mesmo, um livro autobiográfico. Só que diferente das autobiografias convencionais, Lena nos mostra todos os detalhes sem filtro e sem poupar ninguém. Quem lê esse livro sabe de todos os seus medos, desejos sexuais, neuroses, questionamentos do culto à beleza, entre outras coisas.


Apesar de o livro ter uma capa diferente (sim, eu julguei o livro pela capa, rsrs) e todas as ilustrações dentro dele serem diferentes e bem feitos, não me surpreendi com nada dele. Até minha mãe achou estranho quando eu falei super mal desse livro para ela, já que foi o único que não recebeu elogios meus. Leiam esta resenha até o final para entenderem os motivos.


O livro é dividido em cinco seções: "Amor & Sexo", "Corpo", "Amizade", "Trabalho e "Panorama". E dentro de cada seção tem os capítulos que são apresentados previamente no sumário.

Tudo bem que Lena Dunham é criadora e roteirista da série "Girls", da HBO, recebeu oito indicações para o Emmy e ganhou dois Globos de Ouro (ufa!), mas a história da vida dela NÃO ME PRENDEU. Não sei se foi o modo dela de escrever, abertamente e tudo mais, mas não consegui me surpreender com a história de sua vida e muito menos me sentir impressionada pelo que ela escreveu. Quando li o sumário já tive um pouco de noção do que ela trataria no livro, mas não imaginava que seria daquele jeito.


E, apesar de querer continuar marcando as partes favoritas de meus livros com post-it, não senti necessidade de marcar sequer uma página deste livro. Amei as ilustrações em cada início de seção, em cada início de capítulo e ao decorrer do livro, mas os créditos eu deixo à ilustradora Joana Avillez.


Agora não sei se era por ser o final, mas gostei (um pouquinho) da última seção, "Panorama". Na verdade, o último capítulo eu achei idiota e meio deslocado do livro (tipo, oi?), então prefiro dizer que gostei do segundo capítulo da última seção, que mostrei na foto acima, em que a autora conversa com o leitor sobre a morte. Admito que tenho um pouco de medo em morrer, e só por isso me identifiquei com o capítulo.


Se já falei mal do livro até agora, posso dizer o que achei mais ridículo nele? O comentário positivo que o The New York Times Magazine fez sobre o livro, dizendo que "Lena Dunham é a voz da geração atual na mesma medida em que J. D. Salinger e Woody Allen o foram para as gerações pós-guerra". Ah, quer saber? Eu acho Salinger um escritor maravilhoso, e Woody Allen é diretor de um dos meus filmes favoritos, então esse comentário me deixou com uma enorme cara feia porque não vi nada de extraordinário nessa escritora. Espero algum dia ter a vontade de assistir à série "Girls" dela e ver se é aquilo tudo que elogiam.

Desculpem a minha resenha negativa, mas foi mais difícil do que eu esperava. Foram as 304 páginas mais longas da minha vida! Beijos e até a próxima.
4

4 comentários:

  1. Quando eu vi a primeira foto julguei o livro pela capa (negativamente...) O titulo do livro não foi algo que me chamou atenção.... Uma dica, quando tem na capa que autor escreveu um best seller famoso ou que escreveu uma série da TV... Na certa o livro não é lá aquelas coisas...
    http://ladomilla.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Então, mas eu meio que li por ter visto muita gente recebendo/comprando e postando foto dele na internet. Aí fui na onde e aconteceu isso, haha. Obrigada pela dica, da próxima vez vou ficar com um pé atrás.

      Excluir
  2. NOSSA eu cheguei esperando mais uma resenha super positiva do livro e tcharan: uma critica mega negativa. Agora acho que preciso ler o livro pra me decidir realmente o que acho, nunca tinha ouvido falar dele, e nunca me interessei pela Lena muito menos pela série Girls. Mas a capa e o nome do livro me chamaram bastante atenção, não sei porque, enfim, quem sabe um dia desses eu leia né...
    Amei a resenha, beijão,
    www;.garotaroyal.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Digamos que eu também não esperava uma crítica tão negativa assim, além do mais foi a minha primeira desse estilo. Depois que ler venha aqui comentar e me dizer o que achou do livro. Talvez algum dia eu leia de novo, quem sabe... Obrigada! Beijos.

      Excluir

Copyright 2015 - Esteves Where - Todos os direitos reservados.