19/01/2015

Inundou um sentimento em mim


Quase quatro da manhã e eu só queria você aqui. Porque não é normal esses meus pensamentos quererem sempre se lembrar dos nossos momentos juntos e ainda me fazerem imaginar se você também pensa em mim. Estranho como tudo mudou tão rápido, mas não consigo tirá-lo de minha mente com a mesma rapidez. Você se foi como as folhas de uma árvore, que sempre voltam na próxima estação. Só que as estações viraram dias, e depois horas, então minutos. E eu só queria dizer que não consigo parar de olhar para as luzes da cidade imaginando o que você deve estar fazendo agora.
Será que sua insônia também o ataca nos dias em que você mais precisa dormir? Não consigo mais contar nos dedos das mãos o quanto você me deixa aflita por ter meu número e não me ligar. Espero que um dia você assista a um daqueles filmes de romance que sempre passam à tarde na televisão paga e veja o quanto uma simples atitude pode transformar um relacionamento. Você sabe que estou pronta para suas exigências, seus defeitos e sua timidez aparente. E acho que não é novidade que amei tudo isso em você.
E pouco me importa se você mora em uma cidade que fica nublada quase o ano inteiro. Porque mesmo eu amando o sol, eu o trocaria pelo seu sorriso todas as manhãs. Um mês já se passou, e agora eu só espero pelo dia em que seu número aparecerá na tela do meu celular. E eu, como quem não esperava isso por dias, falarei da forma mais natural possível e depois sairei pulando pela casa. Porque, bom, você sabe, um sentimento me inundou de um jeito que eu não esperava. 

Vanessa Esteves

[Escrito às 03:33 do dia 19 de janeiro de 2015.]
0

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Copyright 2015 - Esteves Where - Todos os direitos reservados.