16/11/2014

O nosso medo


A verdade é que temos medo de sermos amados, mesmo desejando isso todo dia. E carregamos um receio junto ao peito para não nos tornarmos carga frágil. Pois queremos sempre demonstrar força, desapego e desilusão. Assim, definimos como idiotas os que se desmancham de amor, os que amam sem preocupação, os que se apegam a alguém sem se importar com reciprocidade e os que acreditam em qualquer demonstração de afeto. Não sabemos nós que os idiotas são felizes, aproveitam a vida e amam de verdade. Porque não há sentimento melhor na vida do que estar apaixonado. É o mesmo que estar em uma corda bamba e correr risco e ser salvo ao mesmo tempo.

Vanessa Esteves

Nenhum comentário:

Postar um comentário