01/09/2014

Um pouco de você, muito de mim


Como se não bastassem o clima ameno e o céu acinzentado, a vontade de estar aí, ao seu lado, só cresce. Senti falta dessa sensação no estômago, que só agora com você eu pude ter de volta. Os barulhos na cidade não são o suficiente para tirar da minha mente todas as palavras que você proferiu. Naquele dia, no meio da semana, às quatro horas da tarde.
Você, que já chegou compartilhando comigo músicas de amor, dizendo o quanto acredita nesse sentimento, e mostrando para mim coisas que eu não queria mais imaginar. Como se seu mundo fosse somente eu, acariciou-me no rosto e beijou minha boca não querendo dizer adeus.
As horas passaram como segundos enquanto eu estava perto de você. E mostrando que queria me conhecer melhor do que ninguém, dividiu suas tristezas e compartilhou somente alegrias comigo; e talvez aquelas palavras que há tanto eu não ouvia.
Só peço uma coisa: que você não se vá. Que fique aqui, ao meu lado, esperando por um grande momento. Talvez eu não seja capaz de demonstrar, como tanto imaginei saber fazer. Porque sabe, a vida é como um bebê abrindo os olhos ao nascer - ele sabe que há muito mais coisas ainda para serem vistas. E eu realmente espero que eu vivencie um pouco delas com você.

Vanessa Esteves

Nenhum comentário:

Postar um comentário