19/08/2014

Caminhando pelo meio fio


Não entendo esse meu medo de demonstrar sentimento, sinceramente. A verdade é que, depois de tantas decepções, me fecho cada vez mais para alguém que queira entrar na minha vida e permanecer nela. A partir do momento que a pessoa se mostra interessada, me esquivo e quero sair de mansinho do coração dela. Gosto, sim, de ser amada e saber quão importante sou para alguém, mas quando sei que não preciso mais lugar pela demonstração de afeto, automaticamente pareço desinteressada.
É estranho toda essa situação, já que quero um amor que me faça bem e tudo mais. Mas então, qual seria o motivo de eu sempre fugir da realidade? Sonho todos os dias com momentos que talvez nunca acontecerão; talvez eu deva sonhar com o dia em que eu simplesmente me jogue de cabeça em um relacionamento e não me importe com as consequências. 
Porque, querendo ou não, todo mundo quer um alguém para compartilhar momentos, alegrias e tristezas. Na vida de todo mundo é assim; estou errada ou não? Tudo bem que acredito cada vez menos nisso de existir a pessoa certa, mas há, sim, aquele alguém que mexe com os sentimentos e traz a sensação de borboletas no estômago - que você tanto sentia na infância - de volta para sua vida.
A única explicação deve ser pelo simples fato de crescermos ouvindo tanto "não demonstre sentimento, você vai se dar mal", que acabamos nos acostumando com a ideia de que quanto menos show sentimentalista, melhor. Bobagem; quando terei outra chance de demonstrar o que sinto? Todo mundo tem um final, e espero que não seja muito perto desse dia que eu perceba o quanto perdi da vida tentando parecer forte.
Tanto orgulho pra quê? Para nutrir um coração de aço que não é penetrado nem pelo riso de uma criança? Prefiro caminhar pelo meio fio - ora demonstrando o que sinto, ora tendo um pouco de orgulho. Porque sabe, tudo que é demais enjoa, mas o amor na vida de uma pessoa nunca permanece em excesso, já que sempre transborda e é repassado a todos a sua volta.
Sendo assim, espero pelo dia em que eu possa admitir essa cachoeira de coraçõezinhos desenhados no meu caderno para quem merecer esse excesso de assunto mais falado ao redor do mundo - o amor.

Vanessa Esteves
0

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Copyright 2015 - Esteves Where - Todos os direitos reservados.