05/08/2013

Assisti: As Vantagens de Ser Invisível e Um Porto Seguro

Quando eu havia terminado de ler os livros "As Vantagens de Ser Invisível" e "Um Porto Seguro" eu estava louca para assistir aos filmes.

Acabei alugando os dois no sábado e assisti no mesmo dia. E só para reforçar: tudo que vou dizer é a minha opinião, então não fiquem bravos comigo, haha.


Quando eu li "As Vantagens de Ser Invisível" eu já sabia quem faria o papel de Charlie, Sam e Patrick no filme, então li imaginando os três como personagens. Mas, diferente de Mary Elizabeth, que eu não sabia quem a interpretava, eu acabei imaginando uma personagem diferente da apresentada no filme.


Achei o Logan Lerman perfeito para atuar como Charlie, mas achei que faltou mais choro no filme, já que no livro ele chora MUITO e é uma pessoa muito sensível.

Outro momento que não gostei tanto no filme foi quando Charlie, Sam e Patrick estavam no carro ouvindo uma música desconhecida e Charlie disse que se sentia infinito. No livro, Sam e Patrick ficam emocionados com o comentário. No filme, Sam está em pé na caminhonete e Patrick não diz nada. Talvez eu tenha uma visão diferente na próxima vez que eu assistir, não sei.

Além disso, faltou mostrar um pouco mais da relação entre Charlie e Candace e de Charlie com os pais.

Enfim, sei que é meio difícil passar todos os momentos de um livro para um filme, e apesar de não ter gostado de poucas partes, o filme me emocionou no final e merece uma nota 9.


Já "Um Porto Seguro" foi um filme emocionante e tinha imaginado pessoas totalmente diferente para os papeis, mas não me decepcionou muito.

Só achei que no filme poderia ter mostrado melhor a relação entre Katie e a filha de Alex. Ah, e o mais importante: no livro a relação entre Alex e os filhos é maravilhosa, mas no filme o filho dele é um pouco revoltado por causa da perda da mãe.


Só posso elogiar as partes em que mostrava o desespero de Kevin (marido de Katie) em encontrar a esposa. Além disso, as cenas em que ele colocava bebida em uma garrafa de água e quando ele dirigiu por horas atrás dela foram dignas ao livro.

O que me deixou com um pé atrás foi que eles não colocaram no filme o medo que Katie tinha em se envolver com alguém, ela simplesmente se apaixonou por Alex e ela só contou seu passado quando Alex encontrou uma foto dela na delegacia.

Entretanto, achei o filme bem feito e recomendo a todos. Mas uma coisa é certa: leiam o livro antes. É sério. O livro apresenta muito mais detalhes que no filme você acaba percebendo poucos e a maior parte só no final.

Espero que tenham gostado. Se quiserem mais algum post do tipo não esqueçam de comentar! Beijos.
0

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Copyright 2015 - Esteves Where - Todos os direitos reservados.