23/05/2013

Resenha do livro: Zumbis X Unicórnios

Antes de começar a escrever este post, dei uma olhada nos posts anteriores procurando a última resenha e descobri que não faço uma há quase TRÊS MESES, como assim??? 

Mas para me desculpar da ausência de resenhas de livros por tanto tempo assim, nada melhor do que uma resenha de um livro que eu terminei de ler hoje: Zumbis X Unicórnios.

OK, há quem faça cara feia em relação ao nome do livro, ou quem odeie unicórnios, ou quem odeie zumbis, ou ambos, mas já posso adiantar para vocês que o livro é muito melhor do que parece.

(Zumbis X Unicórnios, de vários autores)

Descobri este livro pelo blog da Giovanna Ferrarezi, o Radioactive Unicorns(só pelo nome do blog vocês já devem ter percebido que ela ama unicórnios, certo?), onde ela fez uma resenha do livro por vídeo (será que se eu fizer vai dar certo também? hehe), e fiquei louca para ler. Demorei um pouquinho para comprá-lo mas tive sorte quando achei o último na livraria. Além disso, demorei um pouco para terminar de ler por causa das duas semanas de provas, mas posso dizer para vocês que é possível ler o livro inteiro em 3 ou até 2 dias, já que li metade dos contos em duas noites. O livro tem 382 páginas.

Muitas vezes eu julgo o livro pela capa, e para mim capas diferentes são as mais incríveis. Quando vi este livro pela primeira vez me apaixonei pela capa dele, por ser bem colorido e alegre, além de mostrar os nomes das organizadoras e de alguns autores e a batalha um pouco estranha, mas divertida, dos zumbis contra os unicórnios.


Na contracapa do livro é possível ver mais algumas ilustrações da batalha e todos os nomes dos autores com fontes divertidas.


Na segunda e terceira páginas do livro também é possível ver mais algumas ilustrações da batalha parecidas com as da capa, mas dessa vez nas cores preta e branca.

Há quem esteja se perguntando o motivo de ter organizadoras neste livro, e a resposta é simples: Holly Black e Justine Larbalestier começaram em 2007 uma discussão sobre zumbis e unicórnios no blog de Justine, sendo ela do time dos zumbis e Holly do time dos unicórnios. A discussão se tornou um fenômeno na internet e chegou até ao YouTube. E depois ficou tão "fora de controle" que a solução foi criar este livro.

Para ajudar na decisão, cada uma das organizadoras teve a ajuda de 6 autores bastante conhecidos (pelo menos nos EUA). Ou seja, é impossível ler o livro inteiro e não conhecer pelo menos um autor (Meg Cabot, Cassandra Clare...???).

O legal dos contos é que, antes de eles começarem, há uma pequena introdução com comentários a respeito dele tanto de Holly quanto de Justine. Além disso, as páginas dos contos de unicórnios mostram um desenho de um unicórnio do lado da numeração da página, e os de zumbis obviamente mostram um desenho de zumbi, assim, quem não é do time de um desses seres, pode pular o conto dele sem problemas.


Como eu não era do time de nenhum dos dois, acabei lendo todos os contos (que são 12 no total, sendo 6 de unicórnios e 6 de zumbis).


Um dos meus contos preferidos de unicórnio foi o da Meg Cabot, chamado Princesa Bonitinha, onde a garota ganha um unicórnio de presente e não fica muito feliz com isso no início mas logo depois ganha a confiança do unicórnio, que a leva à uma festa e dá uma lição em alguns "amigos" dela e ainda dá um empurrãozinho para ela beijar o melhor amigo dela.

Outro conto preferido de unicórnio é o da Diana Peterfreund, chamado "O cuidado e a alimentação de seu filhote de unicórnio assassino", isso mesmo, um unicórnio assassino. Como este é um dos maiores contos do livro (ou talvez o maior) não tenho como fazer um resumo, mas digo que vale muito a pena ler.


Um dos meus contos preferidos de zumbi foi o da Cassandra Clare, chamado Mãos Geladas, onde uma garota vive em uma cidade chamada de Zumbilândia pelas pessoas que não moram nela, sendo chamada assim pois vários mortos-vivos a habitam. Resumindo bruscamente, o namorado dela seria o próximo duque mas é assassinado pelo seu tio, que é o atual duque da cidade. Outro homem é julgado erroneamente pelo assassinato, mas no Dia Do Enforcamento a garota retira o seu namorado do caixão, sendo ele agora um morto-vivo, e ele decide contar a verdade sobre seu tio no evento, que depois disso é morto pelos mortos-vivos. No final, o garoto é o atual duque e a namorada dele vai morar com ele, apesar dos pais dela a considerarem uma pessoa diferente depois do acontecimento.

Outro conto preferido de zumbi é o do Scott Westerfeld, chamado Inoculada, onde a Terra é habitada em sua maioria por zumbis, sendo que os humanos vivem em uma fazenda cheia de cercas, impedindo a entrada de zumbis. Como a maioria dos humanos sobreviventes são adultos, eles não acreditam que possam algum dia sair da cerca. Mas como há 4 crianças vivendo na cerca, elas planejam um jeito de sairem de lá, mas antes se infectando com alguma doença e se tornando imunes aos zumbis. Quando saem da cerca, os zumbis começam a segui-las e elas percebem que a salvação deles eram essas crianças.


Sei que esta resenha ficou absurdamente grande, mas acho que ainda falta MUITA coisa. O que posso concluir é que o livro é MARAVILHOSO, de verdade. Quando comecei a levar a leitura dele mais a sério, não consegui parar de ler por um segundo, querendo que a aula acabasse super rápido pra eu poder ler haha.


Apesar de ter achado o livro perfeito, há alguns contos que não achei tão empolgantes quanto outros, como o de Garth Nix, Naomi Novik e Libba Bray, mas mesmo assim o livro continua perfeito.


Quando comprei este livro ele estava na sessão infantil, mas durante a leitura dele percebi que continham muitos palavrões, algumas cenas de sexo, uso de drogas, entre outras coisas, então acho ruim ele estar nessa sessão porque a capa chama a atenção das crianças e as fazem comprar. Imaginei-as lendo as coisas que eu li e garanto que qualquer uma ficaria chochada.

E agora vocês devem estar se perguntando: time zumbi ou unicórnio? Tem como eu escolher os dois? De tão bom que foram os contos de ambos os lados, não consegui me decidir ainda.

E então, gostaram da resenha? Espero fazer algumas mais curtas daqui pra frente haha.

E vocês, já leram esse livro ou ficaram com vontade de ler? Comentem. Espero vocês na próxima resenha.

2 comentários:

  1. Li é gostei muito claro o conto que mais aamei foi da "Meg cabot" e com ctz fiquei sendo nais ainda do time unicórnios o cuidado e alimentação do seu filhote de unicórnio assassino da Diana peterfreund tmb muito bom o de zumbi crianças da revolução muito bom ...Livro maravilhoso vale cada centavo pago ...🦄😊

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Livro muito bom mesmo <3. Ai, esse dos cuidados com o unicórnio foi ótimo, hehe. Concordo, vale cada centavo. Obrigada pelo comentário! Beijos.

      Excluir